Acomodações / amenities

Caso o sistema de reservas online esteja inativo, contate o alojamento através do botão
[ Pedir informações ] do sidebar direito

O alojamento não tem disponibilidades criadas para reserva online. Informe-se em « Pedir informações »

Geral

O conforto mais perto da Natureza …

As Yurts do EcoResort do Vale do Rossim são uma adaptação moderna do antigo abrigo usado pelos nômades da Ásia Central durante séculos.
O formato compacto da tenda  torna a estrutura altamente eficiente, maximizando a força mas surpreendendo na utilização minimalista dos materiais.
Embora geralmente classificado como uma tenda, a Yurt é muito mais do que isso, onde a resistência às intempéries é total.
Construída numa  estrutura circular, que consiste em uma capa de tecido resistente, banda de tensão e uma moldura de madeira que inclui uma parede de treliça, vigas radiais, anel de compressão central e uma porta emoldurada.
Adaptada e construida com a utilização de materiais autóctones da Serra da Estrela a Yurt do EcoResort do Vale do Rossim é um lugar onde você pode dormir com todo o conforto a contemplar as estrelas.”

Amiga do ambiente, têm um impacto mínimo sobre os solos circundantes e, apesar de resistente, pode ser removida sem deixar vestígios. A EcoResort do Vale do Rossim criou com este inovador conceito, retiros totalmente mobiliados, climatizados tornando-os em espaços mágicos e singulares.

Frescos no Verão as Yurts estão preparadas para no Inverno resistirem às mais baixas temperaturas num conforto incrível, mesmo quando através da claraboia do tecto abobadado conviva com a Neve e as Estrelas “

“É um projeto engenhoso, divertido e esteticamente agradável.”

Gouveia | Vale do Rossim

Gouveia

GouveiaGouveia oferece a quem a visita uma experiência autêntica de turismo alternativo, onde as sensações, a natureza, a história, o património, a gastronomia e a cultura caracterizam as principais atracções. Enquadrada na encosta noroeste da Serra da Estrela, o Concelho de Gouveia convida-o à descoberta da natureza, envolvido pelas tradições e a hospitalidade das gentes

O que visitar

O que visitarSubir a encosta noroeste da Serra da Estrela a partir de Gouveia é um convite da Natureza para fruir os seus encantos. Suavemente, estrada acima, ao encontro de fontes de água pura, figuras de granito que o tempo desenhou, paisagens extraordinárias do vale do Mondego e das serranias para além dele, lagoas e lagos, nascentes de rios e ribeiras, flora e fauna abundantes, tudo se pode juntar a muitas outras descobertas e ao prazer único de beber o ar saudável da montanha. Por aqui se chega até ao mais alto sítio do continente – a Torre ( 2000 m de altitude).

Onde se divertir

Onde se divertirPara lá do repouso que uma cidade tranquila pode oferecer, Gouveia permite optar por uma animação diversificada. Para os adeptos de caminhadas existem trilhos pedestres definidos que mostram os encantos naturais encosta acima ou em direcção ao vale. São possíveis incursões pela serra em viaturas T.T., em BTT ou em viaturas ligeiras em direcção à Rota do Mondego. Os cursos de água, os lagos e lagoas convidam à prática de canoagem, pesca desportiva ou simplesmente a um banho refrescante no Verão. No Inverno, a neve é por si só suficiente para se viverem momentos únicos praticando desportos ou inventando brincadeiras. O Outono e Primavera são por ventura as épocas do ano em que a montanha mais tem para dar. Tempo em que o colorido das paisagens apresenta matizes em cada instante diferentes e em cada instante mais belos. À noite quem não optar pelos bares ou esplanadas da cidade pode participar em observações dos astros em altitude. A riqueza arqueológica até agora conhecida é também um atractivo com um guia já organizado no Roteiro Arqueológico de Gouveia. Enfim, para além dos passatempos e desportos citadinos como o ténis, piscinas, jogos de pavilhão, ginásio, etc., existe um mundo para descobrir ..

História e cultura

História e culturaDois dos maiores vultos nacionais da cultura portuguesa nasceram no concelho de Gouveia. Mestre AbelManta deixou a sua terra, Gouveia, aos 16 anos para estudar pintura na Escola de Belas Artes, em Lisboa. Falecido em 1982 deixou obras valiosas que se podem encontrar no Museu Nacional de Arte Contemporânea em Lisboa e no Museu de arte Moderna Abel Manta em Gouveia. No campo das letras, o ilustre gouveense Vergílio Ferreira, nascido em Melo em 1916 distinguiu-se como um dos maiores escritores contemporâneos e publicou inúmeras obras literárias como “Manhã Submersa”, “Aparição”, Alegria Breve”, “Para Sempre”, “Até ao Fim” entre outras. Tendo falecido em 1996, foi sepultado na sua terra natal em campa rasa virada para a serra, como era seu desejo. Parte do seu espólio foi doado ao município de Gouveia e encontra-se na Biblioteca Vergílio Ferreira de onde deverá transitar para o Centro de Estudos Vergilianos que a autarquia instalará no Paço de Melo, edifício do século XVI, depois de recuperado. Em espaços contíguos, dignos de visita obrigatória, encontram-se o Pátio do Museu com peças arqueológicas em exposição, o Museu Etnográfico onde se(re)vivem memórias de uma ruralidade genuína e o Museu de Arte Sacra com uma sala dedicada ao espólio pessoal do gouveense Mendes Belo que foi Cardeal Patriarca de Lisboa entre 1907-1911.

Ver mais