Acomodações / amenities

  • Quarto Twin com Vista Piscina

    Quarto Twin com Vista Piscina

    + mais info
    Max:

    Este quarto está situado na casa principal da propriedade e apresenta vistas para a piscina, as montanhas e o jardim. O quarto duplo insonorizado tem uma televisão de ecrã plano por satélite. Também está incluída uma casa de banho privativa com produtos de higiene pessoal gratuitos.

    Comodidades dos quartos: 

    Varanda, Vista Jardim, Vista Piscina, Vista Montanha, Canais por Satélite, Televisão de Ecrã Plano, Secretária, Camas extra-longas (>2 metros), Aquecimento, Entrada Privada, Insonorização, Piso em Azulejo/ Mármore, Roupeiro / Closet, Estendal , Secador de Cabelo, Produtos de Higiene Pessoal gratuitos, WC, Casa de Banho, Banheira ou Duche, Mini-bar, Mobiliário de exterior, Área de refeições exterior, Toalhas, Roupa de cama

    Tamanho do quarto ou casa:24 m²

Geral

Turismo Rural, um oásis de paz e sossego

Quartos luxuosos de grandes dimensões, natureza, piscina ecológica, vistas de tirar a respiração, sossego, muita privacidade e hospitalidade. Se estas palavras lhe soam bem ao ouvido, gostaríamos de o convidar a passar as suas férias connosco.

Quinta Vale Porcacho – um dos locais mais bonitos no Centro de Portugal (Beiras) – é uma propriedade rural totalmente renovada na região vitivinícola do Dão. O nosso bed and breakfast situa-se na aldeia de Póvoa de Midões (Tábua), nas proximidades do Rio Mondego e com vistas amplas sobre o Vale do Mondego e a Serra do Caramulo.

Bem-estar em qualquer altura do ano

A Quinta é um verdadeiro oásis de paz e sossego. Aqui passa-se bem em qualquer altura do ano.

·         No verão pode relaxar à beira da piscina, dar caminhadas, andar de bicicleta, praticar geocaching nas redondezas ou fazer canoagem no Rio Mondego.

·         A primavera é a estação do ano em que as fruteiras, as videiras e as mimosas estão em flor.

·         Em Setembro fazemos a vindima e o vinho.

·         Em Novembro apanhamos as azeitonas, as quais são transformadas em azeite da melhor qualidade.

·         No inverno pode desfrutar de um bom livro e um copo de bom vinho ao pé da lareira.

 

Por outras palavras, a nossa Quinta é o local ideal para umas férias relaxadas, em que se sentirá em casa.

Política de reservas e cancelamento

Condições de Reserva
Quinta Vale Porcacho
A casa-estúdio “Casa da Fernanda”:
Época alta: arrendamento por semana, de sábado a sábado.
Época baixa: não há dia fixo para a entrada, mas há uma estadia mínima de 2 noites.
Quartos Época alta: não há dia fixo para a entrada, mas há uma estadia mínima de 3 noites.
Condições gerais tanto para a casa-estúdio como para os quartos:
Reservas podem ser efectuadas via e-mail através do formulário de reserva. Se houver disponibilidade no período reservado por si, receberá uma confirmação de reserva com os dados de pagamento. No prazo máximo de 7 dias a contar da recepção dessa confirmação, deverá proceder ao pagamento de um adiantamento de 35% sobre o preço do arrendamento.
O valor restante deverá ser pago 6 semanas antes da sua chegada. Em caso de reservas com uma antecedência inferior a 6 semanas da chegada, o preço do arrendamento deverá ser pago na totalidade. Ao efectuar o pagamento, está a concordar com as condições gerais de locação. Após a recepção do adiantamento, a reserva torna-se definitiva. Todos os tarifários são referidos em euros e incluem água de rede, electricidade, roupa de cama, toalhas, panos de cozinha, limpeza final e, na altura do inverno o aquecimento central (chão e paredes radiantes).
Os valores pagos não podem ser restituídos. Poderá segurar o risco através de um seguro de anulação. No entanto, se conseguirmos arrendar o quarto por si reservado no mesmo período para o qual efectuou a reserva, podemos restituir uma parte, depois de deduzir as despesas e os descontos.
Os quartos e a casa-estúdio estão disponíveis a partir das 15.00 horas da data de chegada até às 10.30 horas da data de saída. Caso este horário for incompatível com o seu plano de viagem, podemos chegar a outro acordo. A piscina poderá ser utilizada durante os meses mais quentes. Crianças com menos de 12 anos devem ser acompanhadas por um adulto.
A Quinta Vale Porcacho não se responsabiliza por acidentes na piscina ou à volta dela. Antes da sua chegada, o quarto ou casa-estúdio é totalmente limpo. Os quartos são limpos diariamente.
Para a casa-estúdio vale que o próprio cliente deverá mantê-la limpa e deverá levar o seu próprio lixo e garrafas vazias.
Se tiver queixas, agradecemos que nos alerte o mais depressa possível, para que possamos resolver a questão.
A viagem até ao nosso destino e a sua estadia na Quinta Vale Porcacho é por sua conta e risco.

Aconselhamos a que faça um seguro de viagem. Não nos responsabilizamos por eventuais acidentes e não podemos ser responsabilizados por danos, perda ou furto dos seus pertences. A utilização do quarto, pátio, jardim ou piscina é da sua responsabilidade.

Animais de estimação

Não admitidos

Meios de pagamento

Esta propriedade aceita apenas pagamentos em numerário.

Hora para check-in

15:00 - 18:30 horas

Hora para check-out

09:00 - 11:00 horas

Tábua

TábuaLocalizado entre terrenos de serra (Estrela, Lousã, Buçaco e Caramulo), o que lhe confere uma cota acentuadamente planáltica, o Concelho de Tábua pertence ao que a última classificação que delimitou as unidades territoriais determinou designar através da nomenclatura Comunidade Intermunicipal – Região de Coimbra. É, pois, uma porta aberta para uma região plena de contrastes.

História e cultura

É notável o passado que a História nos reservou. Vestígios diversos de peças de cerâmica e inscrições românicas, bem como o legado de pontes e vias construídas e utilizadas pela referida civilização romana nos atestam esse mesmo facto. Todavia, sobre Tábua, bem como todo o Município, não restam muitos documentos escritos anteriores ao século XII que melhor possam elucidar este nosso passado, já que apenas a freguesia de Midões apresenta documentos escritos anteriores à Nacionalidade, embora muito escassos. Não restam dúvidas, contudo, sobre o facto de todo o território do actual concelho de Tábua ter sido de domínio da civitas senense ou, depois, do fortíssimo castelo de Seia, compreendendo-se assim que, posteriormente, as primitivas paróquias do concelho surjam incluídas administrativamente na «terra» ou «julgado medieval» de Seia. À semelhança de várias outras localidades do concelho, que durante o século XVI tiveram atribuição de cartas de foral (Ázere e Sinde a 10 de Fevereiro, Covas a 15 de Março, Vila Nova de Oliveirinha a 15 de Maio, Candosa a 16 de Junho, Midões, Mouronho e Pinheiro de Côja a 12 de Setembro), também Tábua teve carta de foral a 26 de Abril de 1514. As suas terras eram a agregação de diversas povoações, designando Tábua mais um pequeno território do que uma povoação, que compreendia os bairros de Alvarelhos, Fundo de Vila e Silhada. Sabemos também que Tábua, no século XII, foi, efectivamente, honra da família «da Cunha», por dádiva da filha de D. Afonso Henriques, Infanta D. Tereza, conforme as Inquirições de 1258 e, «nesta linhagem pertenceu durante sete séculos, tornando-se o mais longo senhorio de uma terra, com a particularidade de ter passado sempre em linha varonil, sem bastardia, até D. José Maria Vasques Álvares da Cunha, 4º Conde da Cunha, 22º senhor do julgado de Tábua, que faleceu a 16 de Março de 1865». A esta família «de Cunha», concedeu D. Afonso IV, por carta de 30 de Dezembro de 1342, a jurisdição civil e criminal de Tábua – concessão confirmada por D. João I a 03 de Maio de 1392. Posteriormente, o concelho de Tábua substituiu e englobou os extintos concelhos de Candosa (extinto em 1840 e anexado ao de Midões), de Midões (extinto em 1853, principalmente devido aos crimes de que foi acusado João Brandão), de Ázere e de Sinde. No que se refere à toponímia, recentes investigações e publicações têm advertido para o facto da derivação do nome Tábua, até então associado a uma ponte de tábuas sobre o rio Mondego na altura da formação do Condado Portucalense, poder ter, afinal, uma outra origem. Por um lado, o topónimo Tábua poderá ter origem no latim vulgar tabula, “tábua”, talvez no sentido de região plana , o que, numa primeira análise parece ter algum fundamento, dado o concelho de Tábua se circunscrever no denominado Planalto Beirão. No entanto, a toponímia portuguesa tem demonstrado que em locais onde existiram pontes de madeira, o costume foi o de passarem a chamar-se de Ponte de…, Pontão ou até mesmo Barca, mas não Tábua. Por outro lado, é também possível fazer derivar a toponímia relativa a Tábua do deus romano Tabudico, nome que se inscreve numa ara votiva, actualmente em depósito na Instituto de Arqueologia da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, e na qual se lê: TABUDICO / c. FABIVS. VIATOR / L. A. D. D. Por último, Tabua é também o nome comum da Typha angustifolia , planta herbácea, aquática ou semiterrestre com rizoma, que existe em terrenos pantanosos, lagoas e cursos de água. É uma planta que invade águas baixas provocando rápidas obstruções. Resta dizer que esta planta é bastante comum nas nossas margens do Mondego, e que, poderá estar também na origem do topónimo Tábua. ( http://www.cm-tabua.pt/ )

Ver mais

Actividades

Caminhadas

Os caminhos de terra batida entre as várias aldeias são óptimas para desfrutar da paisagem e travar conhecimento com os simpáticos agricultores locais que trabalham as suas terras. Numa paragem numa das pequenas aldeias poderá matar a sua sede e apreciar a cultura portuguesa. Com a Quinta como ponto de partida, poderá escolher entre diversas rotas mais ou menos longas, conforme preferir.

BTT/Ciclismo

Os caminhos de terra batida são perfeitos para os clientes desportivos com uma boa condição física. As estradas alcatroadas são mais estreitas e íngremes, mas muito boas para o ciclista experiente.

Golfe

O campo de golfe Monte Belo em Viseu, com 27 buracos, situa-se a pouco mais de meia hora de carro.

Vindimas e provas de vinho

No mês de Setembro, os nossos clientes estão convidados a participar na vindima e no processo de vinificação. Mediante solicitação, podemos organizar visitas a algumas quintas de renome, tais como a Quinta de Cabriz e a Casa de Santar. Se preferir visitar quintas regionais mais pequenas, também podemos tratar disso.

Apanha da azeitona

No final do mês de Novembro/princípio do mês de Dezembro, os nossos clientes podem ajudar na apanha da azeitona. A apanha é feita com varas e à mão. É um trabalho duro mas muito gratificante. Principalmente quando o azeite é engarrafado depois da prensagem. Uma visita ao lagar é uma verdadeira aventura. Todos os agricultores locais trazem as suas azeitonas ao lagar. A maior parte do azeite produzido é para consumo próprio.

Nos últimos anos, o nosso azeite orgânico pertencia à categoria de maior qualidade em Portugal: extra virgem. Na nossa cozinha, usamos exclusivamente o nosso próprio azeite. Caso esteja interessado, poderá comprar o azeite da casa por um preço muito acessível.

Cavalgadas

Os montes no vale do Mondego são propícios para passeios a cavalo. Nas proximidades da Quinta existem diversos locais onde poderá andar de cavalo.

Reportagens / Revistas / Vídeos promocionais